Primavera

Amanheci hoje com o desejo de adquirir uma planta nova para minha casa. É início de primavera, e geralmente não esqueço dessa data. Amo o verde e as flores. Elas me lembram alegria e movimento. Essa é uma estação privilegiada no ano. As plantas se renovam e se cobrem de cores, o chão se cobre de verde.
Na minha região, é a época em que termina a estação seca. Minha cidade é rica em áreas verdes, que agora estão ainda cinzentas, literalmente, porque há muitas queimadas nesta época. E grande parte de uma reserva ecológica foi, infelizmente, destruída pelo fogo. Mas sei que as primeiras chuvas, que estão próximas, cobrirão novamente de verde a cidade.
Ainda não comprei uma planta nova, devo fazê-lo agora à tarde, mas já molhei minhas plantinhas antigas e dei um passeio pela cidade, onde não vi flores nem verde na grama, mas reparei que as árvores já renovam suas folhas, sendo o primeiro sinal da primavera aqui.
Agora ao meio-dia,  revi uma reportagem sobre a chamada “rua mais bonita do mundo”, que fica em minha cidade natal, Porto Alegre. Tem essa denominação porque é uma rua verde. Olhando-se de cima, só se veem as copas das árvores, que se encontram. O verde é belo, creio que não há quem não admire a proximidade da natureza. A comunidade se uniu para conservar essa rua, lutando contra o projeto de uma construtora, que destruiria a beleza das árvores.
Sabemos que as plantas são necessárias ao homem porque renovam o oxigênio. Quando o mundo foi criado, após a separação da terra seca, e antes da criação dos animais e dos homens, Deus criou toda a vegetação. O Criador sabe aquilo de que necessitamos.
Por isso podemos ter certeza de que, enquanto estivermos neste mundo, embora o homem tenha destruído grande parte da vegetação, haverá o verde necessário para nós,  e temos a promessa de que a terra será renovada e então será primavera eterna.
Vamos portanto louvar o Criador e celebrar a chegada de mais esta primavera.

“E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.”Gênesis 1:12


Anúncios

“para tanto ontem”

No ano passado, ingressei numa comunidade da internet de ex-alunos do Instituto de Educação em Porto Alegre. Estudei nessa escola entre o 3º ano fundamental e a 4ª série do antigo ginásio, que equivale agora à 8ª série.
Logo em seguida, fui achada por uma antiga colega e lembrei imediatamente dela – a Anamaria, que na época usava cabelos compridos e era muito animada. Continua sendo animada, embora tenha cortado os cabelos. Mudou de Porto Alegre e agora mora em Joinville.
Todos os dias ela me manda lindas mensagens de otimismo, frases de escritores geralmente.
Hoje ela me mandou esta: “Haja hoje para tanto ontem.” A frase é de Leminski.
E eu respondi “Que o hoje seja melhor e que bom que acreditamos num amanhã.”
Quando acontecem tragédias como essa que tão violentamente trouxe morte num lugar em que toda a sociedade espera segurança, alegria, construção de um futuro – a escola – todos nós lamentamos e esperamos que o mundo seja melhor.
Nós, como cristãos, acreditamos que a falta de amor e as mentes doentias são doenças que afligem nosso mundo, como profetizou Jesus que a iniquidade se multiplicará e que “o amor se esfriará de quase todos”.
Mas que bom que, como cristãos, também acreditamos num mundo renovado, como diz o apóstolo João no Apocalipse: “Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram.”
Que a esperança não nos abandone e nos faça fortes o suficiente para amar nosso próximo agora e acreditar num futuro melhor amanhã.