“para tanto ontem”

No ano passado, ingressei numa comunidade da internet de ex-alunos do Instituto de Educação em Porto Alegre. Estudei nessa escola entre o 3º ano fundamental e a 4ª série do antigo ginásio, que equivale agora à 8ª série.
Logo em seguida, fui achada por uma antiga colega e lembrei imediatamente dela – a Anamaria, que na época usava cabelos compridos e era muito animada. Continua sendo animada, embora tenha cortado os cabelos. Mudou de Porto Alegre e agora mora em Joinville.
Todos os dias ela me manda lindas mensagens de otimismo, frases de escritores geralmente.
Hoje ela me mandou esta: “Haja hoje para tanto ontem.” A frase é de Leminski.
E eu respondi “Que o hoje seja melhor e que bom que acreditamos num amanhã.”
Quando acontecem tragédias como essa que tão violentamente trouxe morte num lugar em que toda a sociedade espera segurança, alegria, construção de um futuro – a escola – todos nós lamentamos e esperamos que o mundo seja melhor.
Nós, como cristãos, acreditamos que a falta de amor e as mentes doentias são doenças que afligem nosso mundo, como profetizou Jesus que a iniquidade se multiplicará e que “o amor se esfriará de quase todos”.
Mas que bom que, como cristãos, também acreditamos num mundo renovado, como diz o apóstolo João no Apocalipse: “Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram.”
Que a esperança não nos abandone e nos faça fortes o suficiente para amar nosso próximo agora e acreditar num futuro melhor amanhã.